PETR4
Olha que ponto interessantíssimo que estamos no papel! Isso sim é um suporte e vejam que já atingimos os 100% do movimento baixista.
 
Juros

23/07/2008 - 19h24

Inflação faz BC subir juros para 13%; é a terceira alta seguida

Da Redação
Em São Paulo
O Copom (Comitê de Política Monetária), do Banco Central, decidiu elevar a Selic (taxa básica de juros) em 0,75 ponto percentual, de 12,25% para 13% ao ano, para tentar controlar a inflação. O país continua com a maior taxa real de juros do mundo, entre as principais economias.

Essa foi a terceira elevação seguida dos juros. Na reunião de abril, a taxa subiu de 11,25% para 11,75%, e, na de junho, havia subido de 11,75% para 12,25%.
Estrangeiros
 
Os estrangeiros permanecem na venda da maioria dos papéis e do índice futuro. Quem acompanha book, em especial da VALE5 nos ultimos pregões, deve ter reparado nas ordens de compra enormes da Credit Suisse (45) em R$39,90, o preço que saiu a OPA.
 
Me parece que, a Credit foi contratada como organizadora da OPA, e nestes casos ela tende a ser uma "formadora" de mercado. O curioso é que, hoje pela manhã, a vale estava sendo socada nos R$39,90 novamente e a Credit apareceu com ordens de 100k de ações a todo instante.
 
Tudo indicava que ela seria a maior compradora do dia, mas na ultima hora de pregão desovou suas 600k ações compradas ao longo do dia, forçando a queda do ativo para próximo dos R$40,00 novamente.
 
De forma alguma podemos tomar atitudes somente pelo book, pois não sabemos a estratégia dos players. Nada impede de um mesmo player comprar por uma e vender por outra corretora, forçando apenas a trajetória dos preços, mas sem mudar sua posição.
 
Mas hoje o Itaú "entregou as cartas" e comprou VALE5 descaradamente e vendeu praticamente a mesma quantidade de papéis em PETR4. Seria um long X short ?
 
JP Morgan vem á alguns pregões na compra de vale5. Morgan agora forçando mais a venda de petr4 e diminuiu em vale5. 
PETR4 e IBOV
PETR4 está próxima de cumprir sua simetria. O objetivo seria no fundo na faixa de R$33, antes tem os R$35,50 como suporte fraco e R$34,60.
 
Curto prazo, é venda, não resta duvida, mas para longo as acumulações devem começar.
 
 
IBOV
 
A região dos 58.000 é o "último" tiro dos comprados. Abaixo disso acredito que a queda acelere e busque os 53k inicialmente podendo ir até 48k.
 
Porém pode ser o fundo de uma congestão de médio prazo. Particularmente esta é minha expectativa, mas o que vale é o que o mercado faz.
 
 
 
Confira os indicadores e os eventos corporativos previstos para terça-feira

Por: Equipe InfoMoney
22/07/08 - 07h44
InfoMoney

SÃO PAULO - A agenda desta terça-feira (22) é bastante modesta, tendo em vista que não serão apresentados índices econômicos relevantes nos Estados Unidos e o cenário interno reserva uma referência isolada. Já na esfera corporativa, o dia será bastante movimentado, com divulgações de resultados tanto no Brasil como no exterior.

Mas a escassez não tira importância da agenda, uma vez que será o primeiro dia da reunião do Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central), quando os membros do Comitê expõem suas opiniões sobre a conjuntura econômica nacional.

Ainda no plano doméstico, as atenções estarão voltadas à divulgação dos resultados de WEG e Klabin. Em termos de ocorrências em ofertas públicas, o dia marca a data de liquidação da Oferta Global dos papéis da Vale.

Eventos norte-americanos
Por falar em resultados, nos EUA o dia contará com os números das gigantes Caterpillar, maior fabricante mundial de tratores e escavadeiras, Yahoo! e DuPont. Enquanto isso, no setor financeiro o banco norte-americano Wachovia e o Washington Mutual apresentarão seus balanços. O resultado da Chicago Mercantile Exchange também merece atenção.

Finalmente, o discurso do secretário do Tesouro norte-americano Henry Paulson também promete mexer com o ânimo dos investidores e junto com a fala do presidente e membro votante do Fed de Philadelphia, Charles Plosser, completam as ocorrências externas.

Confira os indicadores previstos para o Brasil

Indicadores brasileiros Horário de Brasília Referência Anterior Expectativa
Reunião do Copom - 1° dia - Julho - -


Em termos de cronogramas de ofertas públicas de ações, o dia registra a seguinte ocorrência:

Empresa Tipo da Oferta Evento
Vale Primária Data de liquidação


Para a temporada de divulgação de resultados corporativos, novos números estão programados para esta data:

Empresa Referência Horário
WEG 2º Trimestre de 2008 Antes da abertura do pregão
Klabin 2º Trimestre de 2008 -
VALE e Série H
Segunda-feira vencerá a série G, uma série dominada pelos vendidos.
 
Analisando VALE5 agora e a opção ATM da nova série, VALEH40, temos aí uma bela oportunidade de trade, vejam na plan que montei abaixo.
 
Obs: não considerei corretagens, pois é apenas para fins didáticos.
 
Com este prêmio, temos defesa até os R$37,xx e ainda temos a possibilidade de fazer uma rolagem mais a frente, caso o papel perca o nível atual,
para a VALEH38.
 
 
 
 
 
PETR4 60´
Belo pivot nos 60´. O rompimento de R$41,26 confirma a entrada.
Além disso pelo gráfico diário temos a configuração 1-2 low do Joe Ross sendo formada tb, e que aciona entrada antecipada pelo rompimento da máx de hj e mais segura com a máx recente em R$41,26, ou seja, o rompimento deste preço deve atrair uma massa compradora para o papel.
 
Fiquemos atentos.
 
 
 
Posições descobertas opções VALE5
 
 
Fonte: Blanksys
 
Esta é a situação á descoberto até dia 08/07 nas opções da VALE5. Notem o aumento diário dos vendedores a descoberto, ou seja, que não possuem o papel como garantia e correm o risco do exercício dia 21/07.
 
Isto pode significar que tem gente grande apostando na continuidade da queda, mas se isso não ocorrer vão ter de correr para fechar posições nas opções ou comprar o papel no á vista, provocando alguma subida.
 
Veremos os dados de hoje, a serem atualizados amanhã pela manhã.
 
IBOV
Os 58k por hora seguraram a bronca e agora dão suporte para o ibov repicar no curto prazo.
 
A expectativa é que o repique busque a faixa de 62.800 á 63.500 pontos, região de topos e fundos anteriores.
Saldo do dia
A situação aos poucos vem mudando nos ultimos pregões. Desde terça-feira já não vemos aquele pavor na ultima hora de pregão nem aquela socada básica nos ultimos minutos e no leilão tanto aqui como no DJI. Ambos na ultima hora estão fechando próximos de suas máximas.
Daí eu tiro a conclusão que os profissionais estão menos temerosos e podem estar recompondo suas carteiras, não tendo mais tanto medo de ficarem comprados.
 
Abaixo vemos o saldo dos principais players ao final deste dia em PETR4 e VALE5:
 
PETR4
 
COMPRA                         VENDA
 
BRADESCO 40M                CITIBANK 137M
LINK         39M                H.GRIFFO  40M
GRADUAL   28M                UNIBANCO 30M
ITAU         28M                ÁGORA     21M
 
VALE5
 
COMPRA                       VENDA
 
ÁGORA      55M              MORGAN   175M
LINK         37M              CREDIT       93M
PACTUAL   29M              CITIBANK    28M 
ALPES       24M              COIN          28M 
M.LYNCH   20M              PROSPER       4M
ALPES       27M
VALE5

Atenção a vale5 que pode estar configurando uma ilha de reversão no fundo do canal de baixa.

Claro que a tendência ainda permance de baixa, mas nada cai em linha reta e o papel pode vir a buscar pontos mais acima.

Objetivos:

 

MM21 = R$46,30

LTB =   R$46,00

FUNDO ANTERIOR = R$46,10

CHAT  - BATE PAPO SOBRE O MERCADO
 
10/07/2008 - 11:00H
 
BASTA ADICIONAR NO MSN O E-MAIL:
 
romulotcosta@hotmail.com
 
Musta
 
VALE
 
Depois da perda do fibo de 38% do ultimo movimento altista em R$46,91 o papel azedou de vez e sugere a formação de um retângulo, configurando assim uma tendência secundária de alta para INDEFINIDA.
 
O nível de IFR no semanal está baixissimo, podendo sinalizar em breve esgotamento da força vendedora. Notem que o papel se aproxima de faixa de suporte, marcada em roxo. É uma faixa de preços que compreende topos e fundos anteriores, portanto os touros devem entrar para defender isto. Hoje o papel está na faixa de R$42~R$43, o que me leva a crer no suporte na faixa de R$39,60 ~ R$41,40.
 
Olhando para o IBOV vemos logo abaixo, apenas 1000 pontos nos separam dos 58k, faixa que foi muito dificil de ser vencida no passado, e que não deve ser entregue aos ursos de bandeja, salvo se o mercado realmente estiver virando no médio/longo prazos.
 
Portanto, como ja venho comentando com os amigos, minha expectativa é que a queda, está forte que vemos quase que diariamente, se estanque em alguns dias, e seja seguida por um período de estagnação no médio prazo, para somente depois retomar a tendência de alta ou configurar o início do bear market.
Início da semana
Bom dia traders!
 

Na ultima sexta-feira os mercados mundiais tiveram um dia atípico devido ao feriado nos EUA de 4 de julho. O índice Ibovespa operou com baixo volume o dia todo devido à pequena participação estrangeira.

 

O Ibov encerrou o pregão próximo a estabilidade com leve alta de 0,16% aos 59.365 pontos. Agora o índice possui os 58.000 pontos como suporte mais forte.

 

Nesta madrugada, as bolsas Asiáticas tiveram ganhos, puxadas principalmente pelo setor bancário. A bolsa de Xangai disparou 4,59%, para 2.792 pontos, na expectativa de ter chegado a um piso, após a pior baixa em 17 meses na semana passada.

 

O índice Hang Seng da bolsa de Hong Kong subiu 2,28%, a 21.913 pontos, ajudado por bancos como o China Merchants Bank, que anunciou previsão de que seu lucro mais que dobre no primeiro trimestre.

 

O índice Nikkei fechou com valorização de 0,92%, a 13.360, encerrando sua maior seqüência de perdas desde 1954.

 

As bolsas Européias sobem no momento em média 0,80% e os futuros americanos também avançam modestos 0,20%.

 

Portanto nossa expectativa é de alguma recuperação para o dia de hoje no mercado local.

 

Bons negócios!
VALE

Morgan e Credit socaram a vale o dia todo e ainda tiveram ajuda da H.Griffo.

Pelo gráfico tivemos uma barra horrível hoje, de extrema força dos vendedores. Muito similar a do dia 19/03 quando o papel caiu mais de 7%. No outro dia estava consagrado o fundo de médio prazo do papel.

Então pessoal, acalmen-se, a bolsa não vai quebrar (pelo menos é o que torcemos rs). Mas crises acontecem todos os anos, o mercado não sobe para sempre.

Deixem o medo de lado nas quedas e a euforia na alta e foquem nos seus setups, sejam eles gráficos, noticias etc.

Se deixarmos o medo tomar conta, não enxergaremos a reversão do mercado quando ela ocorrer.

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
Contato MSN:
romulotcosta@hotmail.com




Blogtools.com.br
Blogtools.com.br
Visitante número: